Sábado, Outubro 25, 2014
Leitura bíblica diária
  • Paulo viaja para Roma
    Atos 27.1-2,7-12

    Ficou resolvido que devíamos embarcar para a Itália. Então entregaram Paulo e os outros presos a Júlio, um oficial romano que era do batalhão chamado “Batalhão do Imperador”. Nós embarcamos num navio da cidade de Adramítio, que estava pronto para navegar para os portos da província da Ásia. E assim começamos a viagem. Aristarco, um macedônio da cidade de Tessalônica, estava conosco.

    Navegamos bem devagar vários dias e com grande dificuldade chegamos em frente da cidade de Cnido. Como o vento não nos deixava continuar naquela direção, passamos pelo cabo Salmona da ilha de Creta...

Notícias Pastoral Dívidas – Como sair dessa prisão?

Dívidas – Como sair dessa prisão?

Sample Image“Por que fazemos dívidas? Urgência? Algo de extrema importância? Gastos excessivos no cartão de crédito? Dinheiro emprestado de agiotas? Financeiras? Verdadeiras ciladas estão à nossa volta, estimulando-nos a gastar aquilo que não temos:
cartazes, mala direta, panfletos, comerciais tentadores no rádio, na TV e na internet; ofertas de empréstimos, cartões de crédito/débito sem burocracia, consórcios, compras parceladas, até mesmo de alimentos. Jesus, falando a respeito da abnegação que devemos ter no serviço a Ele, chama a nossa atenção para a necessidade de planejamento: “Pois qual de vós, pretendendo construir uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa e verificar  se tem os meios para a concluir?” (Lc 14.28). A frase mais comum de quem entra em dívidas é: “Não sei onde vai o meu dinheiro” Pois é preciso saber! Cortar despesas, controlar, planejar... Deus não quer ver os seus filhos descontrolados, angustiados, dando um péssimo testemunho, por se meterem em dívidas que não podem pagar. Satanás quer nos envergonhar e enfraquecer o nosso testemunho. Crentes endividados se tornam alvos fáceis de comentários maldosos. Quem gasta o que não tem, e avalia as dívidas dos outros, transforma-se em objeto de piadas. Diz a Bíblia: “Não estejas entre os que se comprometem e ficam por fiadores de dívidas, pois se não tens como pagar, por que arriscas perder a cama de debaixo de ti?” (Pv 22.26). É preciso lutar corajosamente contra o endividamento; lutar para não cair nas armadilhas do mercado de consumo. E quem está endividado deve desejar, ardentemente, se livrar das dívidas, buscar aconselhamento e forças no Senhor. O profeta Isaías pergunta: “Por que gastais o vosso dinheiro naquilo que não é pão?” (55.2). O contexto aqui é de graça, mas também nos adverte a administrar bem o nosso dinheiro, e a pensar no que é prioritário na hora de gastar. Quem está endividado deve tomar medidas radicais. Jesus nos ensinou a sermos como as pombas e prudentes como as serpentes (Mt 10.16). Peça perdão ao Senhor pela sua negligência, pela cobiça, pela falta de sabedoria, e, com humildade, confesse a loucura de gastar além do que você ganha. O Salmo 107 fala do Deus que liberta os presos da aflição, quando a Ele clamam. Quem está endividado é prisioneiro de credores, de bancos, do mercado de consumo, e precisa se libertar! – “...Quebrou-se o laço, e nós nos vimos livres” (Sl 124.7). Deus nos chamou para a liberdade! A liberdade em Cristo em todas as áreas. Busque a ajuda de Deus e saia dessa prisão!” – Algumas sugestões: 1- Separe e devolva o dízimo do Senhor sobre a totalidade de seus rendimentos; 2 – Faça um cuidadoso levantamento de sua renda mensal, veja qual o total das dívidas e converse com a família; 3 – Anote tudo o que gastar – é preciso saber onde vai o dinheiro; 4 – Procure os credores e negocie uma forma melhor de pagamento; 5 – Pague primeiro o que tiver juros mais altos; 6 – Dê satisfação a quem você deve; 7 – Não faça novos empréstimos para pagar dívidas; 8 – Pare de comprar o que é supérfluo e desnecessário; 9 – Pare de gastar – comer fora, pegar vídeos em locadora, ir ao cinema, shows etc. Tudo isso você poderá fazer quando não estiver mais endividado; 10 – Corte internet, Tv a cabo, até pagar as dívidas; 11 – Desligue o telefone e só utilize celular pré pago; 12 – Venda o que estiver em excesso na sua casa; 13 – Adote medidas pra economizar água, luz, etc; 14 – Não troque de carro ou venda o carro e liquide as dívidas – carro é uma fonte de consumo sem fim; 15 – Não gaste por antecipação; 16 – Viva com simplicidade; 17 – Faça um esforço para guardar cada moedinha que sobrar; 18 – Melhore dia a dia a sua intimidade com Deus.”

Agenda